A ESSÊNCIA DA ARQUITETURA CONTEMPORÂNEA: A LINGUAGEM DOS GANHADORES DO PRÊMIO PRITZKER

Sirlei Maria Oldoni, Arthur Lorenzo Schuh

Resumo


Esta pesquisa faz parte do Trabalho de Curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário da Fundação Assis Gurgacz. A temática abordada é a linguagem arquitetônica dos laureados pelo prêmio Pritzker entre os anos de 2016 e 2020. Deste modo, o problema deste trabalho refere-se à seguinte questão: há relação na linguagem arquitetônica seguida pelos ganhadores do prêmio Pritzker entre os anos de 2016 e 2020?  O objetivo geral desta pesquisa tem como intuito relacionar a linguagem arquitetônica dos laureados pelo prêmio Pritzker, contribuindo com auxílio teórico nos âmbitos sociais, culturais, acadêmicos, científicos e profissionais. A primeira etapa do trabalho apresenta a revisão bibliográfica, e discorre sobre a arquitetura contemporânea, o prêmio Pritzker e linguística. Em sequência apresenta-se a metodologia que se fundamentou por meio da metodologia qualitativa da obtenção de informações e coleta de dados da pesquisa bibliográfica. As análises são apresentadas pelo do método dialético e indutivo.  Na terceira parte a aplicação no tema delimitado fundamenta a temática proposta, na qual apresentou os arquitetos laureados pelo prêmio Pritzker selecionados e suas principais obras. Na quarta parte foi feito comparação entre os arquitetos, de modo a entender qual a relação entre a linguagem dos laureados do prêmio Pritzker entre os anos de 2016 e 2020.


Texto completo:

PDF

Referências


AD Editorial Team. Balkrishna Doshi vence o Prêmio Pritzker 2018. Archdaily, 2018. Disponível em: Acesso em: 20 mar. 2020.

AGREST, Diana; GANDELSONAS, Mario. Semiótica e arquitetura: consumo ideológico ou trabalho teórico. In: NESBITT, Kate (Org.). Uma nova agenda para a arquitetura: Antologia teórica 1965-1995. [S.l.]. CIDADE: Cosac Naify, Cosac & Naify, 2008.

ALSAMMARAE, Rima. 10 edifícios do vencedor do Prtizker Prize 2019 Arata Isozaki. Middle East Architect: 2019. Disponível em: Acesso em: 07 abr. 2020.

ARCHDAILY. Nova Residência e Restaurante da Universidade de St Edward/ Alejandro Aravena. 2009. Disponível em: Acesso em: 02 abr. 2020.

______. Não design: o futuro da arquitetura (contra-intuitivo). 2013. Disponível em: Acesso em: 30 mar. 2020.

______. Bell-lloc Winery / RCR Arquitetctes. 2014. Disponível em: Acesso em: 31 mar. 2020.

ARCHDAILY BRASIL. Centro de Inovação UC, Anacleto Angelini/ Alejandro Aravena - Elemental. 2014. Disponível em: Acesso em: 30 mar. 2020.

AU. Fato e opinião: o prêmio Pritzker é mesmo um Nobel da arquitetura? 2009. Disponível em: Acesso em: 21 mar. 2019

BARTHES, Roland. Elementos de semiologia. 15 ed. São Paulo: Cultix, 1964.

CHATEL, Marie. Em foco: Alejandro Aravena. Archdaily, 2016. Disponível em: Acesso em: 10 fev. 2020.

COELHO NETO, J. Teixeira. Semiótica, informação e comunicação. São Paulo: Perspectiva 1980.

COLIN, Silvio. Uma introdução à arquitetura. Rio de janeiro: UAPÊ, 2000.

DELAQUA, Victor. O pensamento arquitetônico de Grafton Architects. Archdaily, 2020. Disponível em: < https://www.archdaily.com.br/br/934946/o-pensamento-arquitetonico-de-grafton-architects-vencedoras-do-pritzker-2020?ad_source=search&ad_medium=search_result_all> Acesso em: 19 abr, 2020.

EQUIPE ARCHDAILY BRASIL. Centro Nacional de Convenções Qatar / Arata Isozaki. Archdaily, 2013. Disponível em: Acesso em: 22 mar. 2020.

_____. Biblioteca Sant Antoni – Joan Oliver / RCR Arquitectes. Archdaily, 2016. Disponível em: Acesso em: 23 fev. 2020.

_____. Rafael Aranda, Carme Pigem e Ramon Vilalta vencem o Prêmio Pritzker 2017. Archdaily, 2017. Disponível em: Acesso em: 17 fev. 2020.

FERNANDÉZ, Borja. RCR Arquitectes: território, paisagem e vida como um único relato imanente. Archdaily, 2018. Disponível em: Acesso em: 03 abr. 2020.

FREARSON, Amy. Yvonne Frraell and Shelley McNamara name eight key projects from their career. Dezeen, 2020.Disponível em: Acesso em: 19 abr. 2020.

GOODWIN, Dario. Em foco: Arata Isozaki. Archdaily, 2019. Disponível em: Acesso em: 22 fev. 2020.

GRAFTON ARCHITECTSa. Urban Institute of Ireland, UCD. S.d. Disponível em: Acesso em: 16 abr. 2020.

GRAFTON ARCHITECTSb. University of Limerick. S.d. Disponível em: Acesso em: 17 abr. 2020.

GRAFTON ARCHITECTSb. University Campus UTEC Lima. S.d. Disponível em: Acesso em: 17 abr. 2020.

GRAFTON ARCHITECTSd. Toulouse School of Economics. S.d. Disponível em: Acesso em: 17 abr. 2020.

JORDANA, Sebastian. Senso Comum em arquitetura sustentável. Archdaily, 2016. Disponível em: Acesso em: 26 mar. 2020.

KUNDOO, Anupama. Balkrishna Doshi, vencedor do Ptritzker, nos lembra que “o arquiteto deve estar a serviço da sociedade. Archdaily, 2018. Disponível em: Acesso em: 16 mar. 2020.

LIBRERO, Javier Garcia. 5 intervenções exemplares de acessibilidade em centros históricos na Espanha. Archdaily, 2017. Disponível em: Acesso em: 05 mar. 2020.

MACIEL, M. Justino. Tratado de arquitetura: Vitrúvio. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

MARCONDES, Danilo. Filosofia, linguagem e comunicação. 3. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Maria Eva. Fundamentos de metodologia científica. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2001.

______. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MARTINS, Gilberto de Andrade; LINTZ, Alexandre. Guia para a elaboração de monografias e trabalhos de conclusão de curso. São Paulo: Atlas, 2000.

METCALF, Taylor. Clássicos da arquitetura: Museu de arte moderna Gunma / Arata Isozaki. Archdaily, 2011. Disponível em: Acesso em: 16 mar. 2020.

NEVES, Laert Pereira. Adoção do partido na arquitetura. 3. ed. Salvador: EDUFBA, 2012.

NOTH, Winfried. Panorama da semiótica: de Platão a Peirce. 3. ed. São Paulo: ANNABLUME, 2003.

PEIRCE, Charles. Semiótica. São Paulo: Perspectiva, 2003.

RATTENBURY, Kester; BEVAN, Robert, LONG, Kieran. Arquitetos contemporâneos. Rio de Janeiro: VM, 2004.

SANGATHa. Sangath. S.d. Disponível em: Acesso em: 02 abr. 2020.

SANGATHb. Amdavad Ni Gufa. S.d. Disponível em: Acesso em: 06 abr. 2020.

SANGATHc. Habitação Corporação de Seguros de Vida. S.d. Disponível em: Acesso em: 08 abr. 2020.

SPANISH ARCHITECTS. RCR Arquitectes: Museu Soulages. S.d. Disponível em: Acesso em: 31 mar. 2020.

SOTO, Macarena. Alejandro Aravena: O arquiteto social Ibero-Americano. 25 Cúpulas Ibero-Americanas, S.d. Disponível em: Acesso em: 30 mar. 2020.

STOTT, Rory. Casa Ocho Quebradas/ Elemental. 2014. Disponível em: . Acesso em: 03 abr. 2020.

TED. Alejandro Aravena. S.d. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2020.

THE PRITZKER ARCHITECTURE PRIZE. About the prize. S.d. Disponível em: . Acesso em: 11 mar. 2019.

______. Alejandro Aravena. 2016. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2020.

______. Rafael Aranda, Carme Pigem and Ramon Vilalta. 2017. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2020.

______. Balkrishna Doshi. 2018. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2020.

______. Arata Isozaki. 2019. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2020.

______. Yvonne Farrell and Shelley McNamara. 2020. Disponível em: . Acesso em: 17 abr. 2020.

TRIVIÑOS, Augusto Nibaldo Silva. Introdução a pesquisa em ciências sociais: a Pesquisa qualitativa em educação – O positivismo, a fenomenologia, o Marxismo. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2009.

UNWIN, Simon. A análise da arquitetura. 3.ed. Porto Alegre: Bookman, 2013.

WORLD ARCHITECTS. RCR Arquitectes: Laboratório Barberí. S.d. Disponível em: Acesso em: 01 abr. 2020.

YUNIS, Natalia. Alejandro Aravena: ‘O desafio da arquitetura é sair da especificidade da resposta e abordar a inespecificidade da pergunta’. Archdaily, 2017. Disponível em: Acesso em: 25 mar. 2020.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.