A REPRESENTATIVIDADE FEMININA BRASILEIRA NA ARQUITETURA E URBANISMO DO SÉCULO XXI

Sirlei Maria Oldoni, Carolina de Gois Laufer

Resumo


Esta pesquisa faz parte do Trabalho de Curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário da Fundação Assis Gurgacz. Ela discute a igualdade de gênero, focada, especificamente, na representatividade feminina brasileira na Arquitetura e Urbanismo do século XXI. O objetivo foi identificar a atuação feminina em cargos protagonistas do campo arquitetônico e urbanístico, buscando entender como o percurso profissional feminino tem se destacado nos últimos anos. Dessa forma, foi proposto o seguinte questionamento: como se mostra a representatividade feminina na arquitetura e no urbanismo brasileiro, com o aumento do número de mulheres atuando na área no século XXI? a hipótese é de que ainda falta representatividade de mulheres em espaços de protagonismo da profissão. A base para esta pesquisa se fundamentou em estudo bibliográfico acerca do tema, assim como na análise de publicações em revistas de arquitetura para quantificar a produção arquitetônica feminina e, ainda, nos cargos ocupados por mulheres no ramo profissional da arquitetura e do urbanismo. Também foi realizada a quantificação de prêmios recebidos por mulheres em prestigiadas premiações brasileiras de Arquitetura e Urbanismo.


Texto completo:

PDF

Referências


ABEA. Histórico ABEA – Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo. 2019. Disponível em: < http://www.abea.org.br/?page_id=5> Acesso em: 06 out. 2019.

______. Diretoria. 2020. Disponível em: < http://www.abea.org.br/?page_id=8> Acesso em: 06 mar. 2020.

ANDRADE, Claudemir. Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB, com novo presidente nacional. 2012. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2020.

ARAÚJO, Fanny Schroeder de Freitas; LIMA, Ana Gabriela Godinho de. Trabalho de Mulheres: estética feminina e moralidade. In: Revista Arquitetas Invísiveis: nas sombras. v.2, n. 1, p. 17-19. 2018. Disponível em . Acesso em: 27 ago. 2019.

ARCOweb. Uma editora especializada em arquitetura. 200? Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2019.

______ . Edições anteriores. 2020. Disponível em: Acesso em: 07 abr. 2020.

BASSANEZI, Carla. Mulheres dos anos dourados. In: História das mulheres no Brasil. Mary del Priore (org.). 7. ed. São Paulo: Contexto, 2004.

BARATTO, Romullo. Divulgados os vencedores da 52ª Premiação Anual do IABRJ e do Prêmio Arquiteto do Amanhã. ArchDaily Brasil. 2014. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020.

BEZERRA, Taciana Souza. Arquitetura do Nordeste: a produção regional a partir das revistas especializadas projeto e AU das décadas de 1980 e 1990. 145p. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquitetura e Urbanismo). Departamento de Arquitetura e Urbanismo, Campus de Laranjeiras, Universidade Federal de Sergipe. Laranjeiras, 2018. Disponível em < http://ri.ufs.br/jspui/handle/riufs/7959>. Acesso em 06 out. 2019.

BRASIL. Legislação Nº 12.378 de 31 de dezembro de 2010. Brasília: DOU Diário Oficial da União. Publicado no DOU de 31 de dezembro de 2010. Disponível em: Acesso em: 06 out. 2019.

CAUBR. Rosa Kliass recebe o primeiro Colar de Ouro do IAB concedido a uma mulher. 2019 apud KLIASS, Rosa. A palavra de Rosa. São Paulo, 13 set. 2019. Pronunciamento na 12ª Bienal Internacional de Arquitetura de São Paulo. 2019. Disponível em: . Acesso em: 27 mar. 2020.

______ . Relatório de Gestão – 1º Semestre de 2012. 2012. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2020.

______ . Relatório de Gestão do CAUBR – 2013. 2014. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2020

______ . Relatório da Gestão Fundadora do CAUBR 2011–2014. 2015. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2020.

______. Relatório de Gestão do CAUBR – 2016. 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 mar. 2020

______ . Conselho Diretor do CAUBR – Portal da Transparência. 2020. Disponível em:. Acesso em: 06 mar. 2020.

CAURJ. IABRJ entrega premiações anuais. 2016. Disponível em: . Acesso em 10 mar. 2020.

______ . 33º Prêmio Arquiteto do Futuro e 54º Prêmio Anual IABRJ. 2016. Disponível em: . Acesso em 10 mar. 2020.

CAURJ. Trabalhos sobre Gramacho e Manguinhos disputam o I Prêmio Grandjean de Montigny. 2016. Disponível em . Acesso em: 10 mar. 2020.

______ . Reconhecimento e emoção na entrega do Prêmio Grandjean de Montigny. 2017. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2020.

DAU PUC RIO. Prêmios e menções honrosas recebidos pelos alunos. 2019. Disponível em: . Acesso em 26 mar. 2020.

FALCÃO, Angela. IABRJ realiza entrega de sua 49ª Premiação Anual. Portal Vitruvius. 2011. Disponível em: . Acesso em 26 mar. 2020.

FNA. Sobre a FNA – Fundação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas. 2017. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2019.

______ . 13º Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano. 2018. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2019.

______. Prêmio Arquiteto e Urbanista do Ano. 2019. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020.

FONTES, Marina Lima de. Mulheres invisíveis: a produção feminina brasileira na arquitetura impressa no século XX por uma perspectiva feminista. 225p. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de Brasília. Brasília, 2016. Disponível em < http://repositorio.unb.br/handle/10482/22280>. Acesso em: 13 ago. 2019.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetas de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

GIULANI, Paola Cappellin. Os movimentos de trabalhadoras e a sociedade brasileira. In: História das mulheres no Brasil. Mary del Priore (org.). 7 ed. São Paulo: Contexto, 2004.

HIBNER, Elzbieta. Polish women, solidarity and feminism. Entrevista concedida a Anna Reading. 1. ed. Londres: Grahame & Grahame, 1992.

HOBSBAWM, Eric J. Sobre história. São Paulo: Editora Companhia das Letras, 2013.

IAB. Raf Arquitetura é o grande vencedor da 51ª Premiação Anual do IABRJ. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______ . Vencedor da 49ª Premiação Anual do IABRJ - Categoria Edificações. 2013.Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______ . Vencedor da 49ª Premiação Anual do IABRJ - Categoria Patrimônio Cultural. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______ . História IAB Brasil. 2014. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2020.

______ . Documentos. 2019. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2020.

IABRJ. Premiações IABRJ 2015. Portal Vitruvius. 2015. Disponível em: . Acesso em: 26 mar. 2020.

IABRJ. Premiação Anual 2019 – IABRJ. 2019. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2019.

IABSP. Programa Gestão 2006/2007. In: Boletim informativo, n. 53, p. 2. 2006. Disponível em: . Acesso em: 05 mar. 2020.

______ . Boletins IABSP. 2009. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______ . Premiação IABSP 2010. Portal Vitruvius. 2010. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______. Premiação IABSP 2018 – 75 anos. 2018. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______ . Vencedores da premiação IABSP 2019. 2019. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020

______ . Premiação IABSP 2018 – 75 anos. 2018. Disponível em: . Acesso em: 06 out. 2019.

IBGE - INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estatísticas de gênero: indicadores sociais das mulheres no Brasil. Rio de Janeiro: 2018. Disponível em: . Acesso em: 26 ago. 2019.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Mulheres são maioria na Educação Superior brasileira. 2018 . Acesso em: 26 ago. 2019.

JESUS, Magda Sifuentes. A participação da mulher no mercado de trabalho no Brasil. Dissertação (Mestrado em Economia e Gestão Pública). 127 p. Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração. 2016. Disponível em: . Acesso em: 22 mai. 2020.

KOGAN, Márcio. Entrevista: mk27. [Entrevista concedida a Revista Projeto Design] Adilson Melendez. Projeto Design, n. 433. 2016. Disponível em:

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de Metodologia

Científica. 5. ed. São Paulo: Editora Atlas, 2003.

MATTAR, Fauze Najib. Pesquisa de Marketing Edição Compacta. 2. Ed. São Paulo: Atlas, 2000.

MELENDEZ, Adilson. ProjetoDesign: 25 anos ou 30 anos de revista? In: Projeto Design. Ed. 275. 2003. Disponível em < https://www.arcoweb.com.br/projetodesign/memoria/projetodesign-revista-nasceu-10-01- 2003> Acesso em: 06 out. 2019.

MONTANER, Josep Maria; MUXÍ, Zaida. Arquitetura e política. Ensaios para mundos alternativos. São Paulo: Gustavo Gili, 2014.

MONTE FILHO, Fernando Pinheiro; LIMA, Alessandra Nascimento. Vencedor da 49ª Premiação Anual do IABRJ - Categoria Patrimônio Cultural. 2013. Disponível em: . Acesso em: 10 mar. 2020.

NEVES, José Luis. Pesquisa qualitativa: características, usos e possibilidades. In: Caderno

de pesquisas em administração, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 1-5. 1996. Disponível em:

possibilidades.pdf>. Acesso em: 26 ago. 2019.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Apenas metade das mulheres em idade economicamente ativa participa do mercado de trabalho. ONU Brasil. 2017. Disponível em: . Acesso em 26 ago. 2019.

PERROT, Michelle. Escrever uma história das mulheres: relato de uma experiência. In:

Cadernos Pagu, v. 1, n. 4, p. 9-28, 1995. Disponível em: . Acesso em: 27

ago. 2019.

PRATAS, Gloria Maria. Trabalho e religião: o papel da mulher na sociedade faraônica. In:

Mandrágora, v. 17, n. 17, p. 157-173, 2011. Disponível em: .

Acesso em: 27 ago. 2019.

PROJETO Design. Edições anteriores por ano. 2020. Disponível em: . Acesso em: 10 abr. 2020.

RAGO, Margareth. Trabalho feminino e sexualidade. In: História das mulheres no Brasil. Mary del Priore (org.). 7 Ed. – São Paulo: Contexto, 2004.

REDAÇÃO. A vida da Projeto Design contada pelos anunciantes. In: Projeto Design, n. 300. 2005. Disponível em < https://www.arcoweb.com.br/projetodesign/especiais/premio-topmarcas-2005-anuncios-historicos-01-02-2005>. Acesso em: 10 out. 2019.

REVISTA AU. Edições anteriores. 2020. Disponível em . Acesso em: 10 mai. 2020.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 16, n. 95. 2001. 106p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 17, n. 101. 2002a. 102p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 17, n. 103. 2002b. 116p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 18, n. 112. 2003a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 18, n. 113. 2003b. 88p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 18, n. 114. 2003c. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 18, n. 115. 2003d. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 18, n. 117. 2003e. 64p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 118. 2004a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 119. 2004b. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 120. 2004c. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 122. 2004d. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 125. 2004e. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 126. 2004f. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 127. 2004g. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 19, n. 128. 2004h. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 130. 2005a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 132. 2005b. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 134. 2005c. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 135. 2005d. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 136. 2005e. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 138. 2005f. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 140. 2005g. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 20, n. 141. 2005h. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 143. 2006a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 144. 2006b. 88p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 146. 2006c. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 147. 2006d. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 148. 2006e. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 149. 2006f. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 151. 2006g. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 152. 2006h. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 153. 2006i. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 154. 2007a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 21, n. 156. 2007a. 86p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 157. 2007b. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 158. 2007c. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 159. 2007d. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 160. 2007e. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 161. 2007f. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 163. 2007g. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 22, n. 164. 2007h. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 23, n. 166. 2008a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 23, n. 167. 2008a. 80p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 23, n. 169. 2008b. 96p.

______ . São Paulo: Editora Pini. Ano 23, n. 172. 2008c. 112p.

SÁ, Flávia Carvalho de. Profissão: Arquiteta. Formação profissional, mercado de trabalho e projeto arquitetônico na perspectiva das relações de gênero. 196p. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo). Faculdade de Arquitetura e Urbanismo. Universidade de São Paulo. São Paulo, 2010. Disponível em: . Acesso em: 13 set. 2019.

SAFFIOTI, Heleieth. O poder do macho. 11. Ed. São Paulo: Moderna, 1987.

SICCAU. Inédito: visão completa sobre a presença da mulher na Arquitetura e Urbanismo. 2019. Disponível em: Acesso em: 18 ago. 2019.

SILVA, Iandra Vieira. Arquitetura contemporânea no Brasil: uma revisão através da revista “Projeto”, 1996-2015. 31p. Relatório de Iniciação Científica. Universidade Federal de Sergipe. Pró-reitoria de pós-graduação e pesquisa. São Cristóvão, 2018. Disponível em: Acesso em: 06 out. 2019.

SILVESTRE, António Luís. Análise de dados e estatística descritiva. Portugal: Escolar editora, 2007.

SOUZA, Eduardo. Conheça os vencedores na 56ª Premiação IABRJ e do Prêmio Arquiteto do Amanhã. ArchDaily Brasil. 2019. Disponível em: . Accesso em: 10 mar. 2020.

WALKER, Lynne. Women and architecture. In: A View from the Interior: Feminism, Women and Design, v. 7, n. 1, p. 90-105. Kirkham, Pat. Attfield, Judy (org.). Londres: The Women's Press, 2000.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.