AVALIAÇÃO DO RISCO CARDIOVASCULAR EM PORTADORES DE DIABETES MELLITUS TIPO 2 ACOMPANHADOS NO CONSÓRCIO INTERMUNICIPAL DE SAÚDE DO OSTE DO PARANÁ

Thayline Wittmann, Taís Cristina Rossett, Yohana Vitória de Matos, Eduarda Grigol Gruhn, Marise Vilas Boas Pescador

Resumo


O diabetes mellitus tipo 2 (DM2) é caracterizado por defeitos na secreção e ação da insulina, o que acarreta níveis elevados de glicemia. Essa hiperglicemia gera complicações sistêmicas, micro e macrovasculares. O presente estudo teve como objetivo analisar o risco cardiovascular de pacientes diabéticos atendidos no Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste do Paraná (CISOP), na cidade de Cascavel (PR), durante o período de 01 de junho a 01 de setembro de 2019, através da aplicação do escore de Framingham. Trata-se de um estudo transversal, de abordagem quantitativa e de natureza descritiva, que entrevistou 144 pacientes, sendo a maioria mulher (68,38%), dos quais 27 foram excluídos da análise por não apresentarem os exames laboratoriais necessários à análise Pelo escore de Framingham houve maior proporção (41,25%) de risco alto entre as mulheres e 40,54% dos homens apresentavam risco médio para desencadeamento de doenças cardiovasculares. Estiveram presentes, portanto, risco cardiovascular médio entre homens e risco alto entre as mulheres, o que permitiu apontar possibilidade do desencadeamento de alterações cardiovasculares entre pessoas com diabetes atendidas no CISOP. Faz-se necessário adotar estratégias de promoção e prevenção de saúde que possibilitem um aumento do controle do risco cardiovascular na população assistida.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.