AVALIAÇÃO DA INCIDÊNCIA DE HIPOTIREOIDISMO EM ALUNOS FREQUENTADORES DA APAE DE CASCAVEL – PARANÁ

Alliny Beletini Silva, Fabiano Sandrini

Resumo


Introdução: O hipotireoidismo é a deficiência na produção ou na atuação dos hormônios tireoidianos (HT) e que pode levar ao retardo mental irreversível. A triagem para esta doença tem o benefício da detecção precoce e a diminuição dos desfechos adversos, entre eles, o atraso do desenvolvimento neurocognitivo. Determinadas síndromes dismórficas são, por si, fatores de risco para doenças auto-imunes e, entre elas, o hipotireoidismo primário e, por isso, pacientes com estas síndromes devem passar por uma triagem anual para o hipotireoidismo. Objetivo: Avaliar a prevalência de hipotireoidismo em alunos frequentadores APAE de Cascavel – PR. Método: Foram convidados  446 alunos, mas somente 80 aceitaram participar do estudo. Seus responsáveis assinaram o termo de consentimento livre e esclarecido. Do total de participantes, 59 realizaram as avaliações necessárias que incluiram avaliação clínica e dosagens séricas de T4 livre e de TSH. Resultados: Dos 59 alunos, cinco possuiam o diagnóstico recente de hipotireoidismo e seis foram diagnosticados durante o estudo. A idade dos alunos variou entre 15 meses e 60 anos (mediana de sete anos), predominando o sexo feminino (52,5%). Conclusão: Concluimos que a incidência de hipotireoidismo na amostra foi de 10,1% e a prevalência foi de 18,6%.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.