A BUSCA POR ENERGIAS RENOVÁVEIS EM UM MERCADO GLOBALIZADO

Luan de Marco Burin

Resumo


Terá a finalidade de mostrar em um mercado altamente disputado e globalizado onde o arquiteto busca se diferenciar, e a criatividade agrega valor, inovação e até mesmo economia, em um processo construtivo de um projeto. A economia em uma obra pode ocorrer de várias maneiras, em curto prazo na escolha certa das técnicas construtivas e em longo prazo a economia acontece quando agregamos a um bom projeto o uso de energias renováveis. Nos dias atuais é inconcebível que o processo arquitetônico deixe de lado, esta questão por desconhecimento do arquiteto ou desinteresse do proprietário, é impossível falar de desenvolvimento sustentável de um país sem proporcionar uma habitação sustentável. Este tema abrange a visão de arquitetos e autoridades sob vários aspectos da utilização de energias renováveis na concepção de novos projetos que proporcionem o conforto desejado do cliente. Pois a criatividade e a concepção de novos projetos têm se voltado ao uso da eficiência enérgica. O consumo de energia no mundo cresce cerca de 2% ao ano, a partir disso, as consequências para essa evolução é o aumento do consumo de combustíveis fósseis é a resultante, nada mais é do que a poluição ambiental a todos os níveis, as energias renováveis são muito interessantes, seja no âmbito da sustentabilidade ambiental, seja no âmbito econômico, diferentemente dos combustíveis fósseis, a energia solar, a energia geotérmica e a bioenergia são fontes praticamente inesgotáveis, ou seja, disponíveis a todo o momento, e não estão sujeitas a contínuas oscilações de preço. Isso estimulou os produtores, projetistas e arquitetos a adotar soluções ecologicamente sustentáveis, particularmente com a introdução de novas leis sobre a economia energética no setor do aquecimento. Tem conhecimento das condições climáticas, da hidrografia e dos ecossistemas do entorno em que os edifícios são construídos, para obter o máximo desempenho com o menor impacto. A eficácia e a moderação no uso de materiais de construção, dando prioridade ao baixo consumo de energia em comparação com os de alta energia. Deve-se adequar-se a novas maneiras de viver, mais sustentáveis.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.