AVALIAÇÃO DA ATIVIDADE ANTIMICROBIANA DE EXTRATOS VEGETAIS AQUOSO E ETANÓLICO DE Psidium guajava

Leonardo VERDERIO, Leonardo Álisson Pompermayer Verderio, Laís Dayane Weber

Resumo


Nos últimos anos, estudos com extratos vegetais vêm sendo desenvolvidos para tentar descobrir novas propriedades antimicrobianas provenientes de produtos naturais e menos agressivos a saúde, e possivelmente utilizados no combate de micro-organismos como a Salmonella isoladas de carnes de aves e que tem causado prejuízos para a saúde humana. Sendo assim, o presente trabalho propõe por meio do método de micro diluição em caldo a determinação da concentração inibitória mínima (CIM) e a concentração bactericida mínima (CBM) dos extratos vegetais aquoso e etanólico de Psidium guajava (goiabeira vermelha) testados frente a quatro sorovares de Salmonella: S. enteretidis, S. heildelberg e S. typhimurium isoladas de carne de frango e S. heidelberg ATCC 8326, afim de determinar a menor concentração do extrato necessária para inibir ou causar a morte desses micro-organismos. O extrato etanólico apresentou-se como bacteriostático e bactericida frente aos sorovares de Salmonella, sendo a CIM e CBM em mg/mL respectivamente: 25/50 para S. enteretidis, 25/100 para S. heidelberg, 25/25 para S. typhimurium e 25/100 para S. heidelberg ATCC 8326 e o extrato aquoso não apresentou atividade antimicrobiana para nenhum dos sorovares testados. Contudo, o extrato etanólico de Psidium guajava pode ser utilizado futuramente como antimicrobiano alternativo para frangos de corte.


Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.